Retrospectiva 2022

E 2022 chega ao seu fim. Qeuro começar 2023 tentando mudar algumas coisas, mas primeiro vamos rever como foi o ano anterior. Bora lá.

Blog Link para o cabeçalho

Esse site ficou completamente parado assim como nos anos anteriores. Até fiz uma publicação sobre minha vida pessoal e profissional, mas vou remover já removi o texto. Eu percebi que esse tipo de publicação não precisa ser publicada de fato, e que eu apenas precisava escrever. A intenção é externalizar o que eu penso e sinto, mas só para mim mesmo. Algo como um diário pessoal.

Saúde Link para o cabeçalho

A minha saúde teve seus altos e baixo. A bariátrica que fiz em 2021 causou um certo impacto na parte física e mental. Porém, com acompanhamento médico, alimentação adequada e exercícios físicos, e apoio mutuo entre mim e minha esposa, tenho me sentido muito melhor agora.

Estou tomando toda a suplementação necessária, inclusive tomando whey que eu tanto detesto. Sabe aquele pozinho de proteína com gostinho de osso queimado com serragem. Delícia! 🤮 E, não tenho mais precisado de remédios para controlar a pressão ou a ansiedade. Mantive consultas regulares com psicologa, nutróloga e nutricionista.

A academia também entrou para a rotina. O engraçado é que os exercícios físicos param de serem chatos e de causar tanta preguiça. Acho que o fatores que mais ajudaram são: não fazer mais academia sozinho; e estar sendo acompanhado por um personal trainer atencioso, numa academia menor, de bairro, frequentada por pessoas normais.

Suspeiro que eu tenha algum grau de TDAH. Nas conversas com a minha psicologa, nós notamos que eu tenho muitas caracteristicas em comum com quem é diagnosticado. Porém, isso não basta para um diagnóstico, e eu preciso ir num psiquiatra para confirmar. Mas, as dicas relacionadas a foco, hábitos e rotinas estão me ajudando bastante.

As únicas coisas que me incomodam ainda são: os efeitos colaterais por não ter mais vesícula biliar; e um desconforto na região final da coluna quando fico sentado por muito tempo. Preciso marcar uma consulta para ver isso. Eu também consegui deslocar meu joelho duas vezes ao levantar da cama. ¯\_(ツ)_/¯

Comparado com a avalanche causada pela pandemia “plus” suposto burnout causado pelo emprego anterior em 2019, esse último ano foi ótimo para a minha saúde.

Estudos e Projetos Link para o cabeçalho

Esse não foi nada movimentado em relação aos estudos. Continuo lendo bastante sobre Rust, mas sem frequência ou objetivo definido. Comprei alguns livros técnicos e vou falar mais sobre eles no próximo tópico.

Tentei aprender pixel art com um curso online, mas parei por um tempo pois me senti muito perdido e sem saber como criar uma rotina de estudos para isso. Ainda quero voltar a aprender e praticar, mas acho que vou precisar de algumas dicas.

O meu fantasy console, o SN-50 (nome sujeito a alteração), continua congelado por que eu ainda não tenho todo o conhecimento necessário para contruí-lo. Mas, a ideia continua viva. Comecei a criar um interpretador de CHIP-8 em Rust, o r8, que está quase pronto. Aproveitei esse projeto para exercitar a criação e publicação de Crates, e também configurações do GitHub Actions e outras ferramentas para projetos Rust.

Livros Link para o cabeçalho

Nos anos anteriores eu abandonei a hábito da leitura, mas em 2022 eu consegui retormar. Esse ano rendeu mais do que eu esperava. Comprei vários livros e infelizmente a maioria permanece não lida, eu admito. Eu já tenho um fila enorme de livros para ler, mas não consigo parar de comprar mais. 😂 Eu gosto bastante de ficção e fantasia, então a maioria das compras foi nessas categorias. São eles:

  • Box Trilogia O Senhor dos Anéis - J. R. R. Tolkien: Eu já tinha lido na minha adolescência. Comprei para substituir os livros velhos.
  • Contos Inacabados de Númenor E da Terra-média - J. R. R. Tolkien: Comecei a ler no passado, mas nunca terminei.
  • Os Filhos de Húrin - J. R. R. Tolkien: Já li e recomprei porque sumiram com o que eu tinha.
  • Box Sherlock Holmes - Arthur Conan Doyle: Li o Cão dos Baskervilles quando era mais novo, então resolvi comprar um box e ler tudo.
  • Box George Orwell - George Orwell: Já tinha vido 1984 e a Revolução dos Bichos.
  • Box As extraordinárias viagens de Júlio Verne - Júlio Verne: Nunca li nada desse autor, mas sempre tive curiosidade.

Ganhei vários outros livros da minha esposa, a maioria do Tolkien.

E de livros técnicos:

  • Fluent Python 2nd Edition - Luciano Ramalho: Eu tenho a primeira edição que ganhei de um amigo, então resolvi pegar a versão atualizada.
  • Rust for Rustaceans] - Jon Gjengset: Para fazer companhia ao The Rust Programming Language.
  • Crafting Interpreters - Robert Nystrom: Segundo livro que pego do autor. Tenho também o Game Programming Patterns.

E aqui vai o resumo gerado pelo GoodReads. Foram 3.409 páginas lidas em 9 livros desde que comecei a usar o app. Concluí a série Fundação, de Isaac Asimov, que já estava lendo desdo ano anterior, e comecei a ler os livros do bruxão (do Witcher, não do Ronaldinho Gaúcho). Em relação aos livros técnicos, eu li um total de ZERO livros.

Livros lidos em 2022

Profissão e Trabalho Link para o cabeçalho

Minha relação com o trabalho foi bem melhor do que nos anos anteriores. Estou mais calmo e muito menos estressado, por não estar mais num ambiente tóxico e sendo cobrado em excesso num ritmo maluco de startup. E isso ajuda e muito na questão saúde.

No novo emprego estou conseguindo escrever mais código, e também tenho aprendido muito. Comecei a usar FastAPI com Python e a ter um pouco de contato com TypeScript, Vue e React. Também estou usando muita coisa relacionada a Kubernetes e ArgoCD. Tive algum contato com Go, mas foi bem breve.

As pessoas com quem tenho trabalhado são ótimas, com conhecimento diversificado e com diferentes níveis de experiência. Ou seja, tenho um bom ambiente para aprender e ensinar. Também tenho gostado bastante de trabalhar com os dois lideres que tive esse ano. Eles são pessoas diretas, que falam o que é preciso no momento certo, porém sensíveis aos problemas de cada membro da equipe. Não são líderes ou gestores que fazem de tudo para bater as metas e entregas, mas obviamente não deixam isso completamente de lado. Afinal, a empresa tem que gerar lucro. Enfim, estou num ambiente bem diferente e muito mais agradável do que eu tinha na empresa anterior.

Ahhh! Eu comprei uma mesa digitalizadora para fazer alguns rabiscos e anotações durante o trabalho. Mas ainda não sei usar. 😆

Open Source e Comunidades Link para o cabeçalho

A minha vida dentro das comunidades mudou um pouco. Eu notei que estava me estressando muito com chats no Telegram, já que lidar com pessoas não é meu ponto forte. Então, sai da grande maioria desses grupos sobre linguagens ou ferramentes. Fique apenas em alguns em que sou mais próximo das pessoas e em que o papo é mais diverso e descontraído.

Conversando com a minha psicologa, eu notei que a minha relação com as comunidades de tecnologia não estava sadia. Eu estava me cobrando muito para ser participativo, para escrever mais, fazer palestras e comparecer a eventos. Mas, refleti e percebi que eu não preciso me cobrar e muito menos fazer tudo isso. Admiro muito que cria conteúdo, palestra, leciona e tudo mais, porém isso não é para mim.

Continuo mantendo o hugo-coder, e esse projeto continua recebendo muitas contribuições. E o repositório passou de 1200 estrelas esse ano. E estou participando de um Coding Dojo de Rust que foi iniciado dentro da empresa mas é aberto para todos.

Também comprei uma webcam para tentar fazer streams de live coding, e claro que não foi para frente.

Game Dev Link para o cabeçalho

Não fiz muita coisa relacionada a gamedev. Li uma coisa aqui e ali, e segui pessoas novas no Twitter e adicionei novos blogs no meu agregador de RSS. O SN-50 continua parada por tempo indeterminado. Algumas ideias de jogos pipocaram, mas não coloquei nenhuma em prática.

Algo diferente que fiz foi um contribuição ao TIC-80. Consegui resolver uma issue relacionada a versão da biblioteca SDL que impoassibilidatava compilar o projeto no meu PC. Esse projeto é um das inspirações por trás do SN-50, junto com o PICO-8.

Futuro Link para o cabeçalho

Em 2023 quero continuar lendo bastante ficção e fantasia, voltar a ler livros técnicos começando pelo The Mythical Man-Month, de Fred Brooks. Vou tentar me engajar em algo relacionado a comunidade Rust, nem que seja ler e opinar em RFC ou apenas frequente mais os Discords e o Zulip. Também pretendo escrever com mais frequência neste blog, provavelmente sobre Rust, Python e gamedev. O SN-50 tem que sair do hiato, e o hugo-coder vai continuar recebendo manutenção. Vou brincar mais com pixel art e talvez até aprender algo sobre música, mas não prometo. Continuarei cuidando da saúde, alimentação e fazendo exercícios. No trabalho eu quero continuar como estou, num ritmo mais tranquilo e sem pensar de mais no futuro distante. E para finalizar, quero começar um hábito novo de anotar e armazenas notas sobre tudo que eu leio e aprendo.

E que 2023 seja um ano bom para todos, com muita saúde, dinheiro, tranquilidade, bem-estar e sem violência e políticos da direita maluca no poder.